Dona Cléia Rodrigues Monteiro

Dona Cléia Rodrigues Monteiro

Massoterapeuta e Curandeira

Fortaleza/Ceara

Dona Cléia Rodrigues Monteiro, conhecida como Cleinha era portadora de distúrbios psíquicos. Frequentadora assídua das rodas de Terapia Comunitária no projeto 4 Varas, berço da TCI. Lá reconquistou sua auto confiança e cada dia trazia alguém que precisava de cuidados psíquicos. Logo se destacou por sua capacidade de acolher pessoas com sofrimento psíquico. Foi convidada para participar da equipe de cuidadoras do projeto. Fez capacitação junto a Pró-Reitoria de Extensão da UFC em massoterapia, terapia comunitária, técnicas de resgate da auto estima e exercícios de redução do estresse pós traumático. De Paciente à cuidadora. Hoje ocupa um espaço na oca de saúde comunitária do projeto 4 Varas, onde acolhe a dor da alma fazendo massagens, rezas de cura, reiki…

Dona Zilma Saturnino

Dona Zilma Saturnino

Curandeira

Fortaleza/Ceara

Dona Zilma Saturnino, como ela sempre diz. “eu vivia nos hospitais mentais e só fiquei boa, quando descobri que a minha doença era só sofrimento maltratado”. No projeto 4 varas fui acolhida como uma pessoa importante. Aqui recebi amor, carinho e muitos abraços que eu estava precisando. Dona Zilma era conhecida também na comunidade como curandeira. Chegou ao projeto após uma fuga do hospital mental Mira y Lopez. À medida que começou a exercer seu dom de curar com rezas e plantas, foi se curando e hoje é uma colaboradora e participa da equipe de cuidados e formação realizadas pelo  projeto 4 varas

Dra. Henriqueta Camarotti

Dra. Henriqueta Camarotti

Psiquiatra

Brasil

Dra. Henriqueta, pertence ao grupo seleto de profissionais da saúde comprometido com o bem estar do ser humano, que ousam inovar, ultrapassar o campo do já conhecido, da biologia, da bioquímica para agregar elementos da cultura, da filosofia, das ciências sociais da espiritualidade e isso sem negar os benefícios de cada uma das ciências específicas. Esta coragem de ampliar o conhecimento traduz o compromisso profundo com a busca de soluções para fazer do sofrimento, das doenças uma oportunidade para se crescer. No seu ultimo livro TERAPIA TRANSPESSOAL, ela propõe que a relação terapêutica, não se limite apenas ao aspecto visível, detectável, ao diagnostico confirmado de depressão ou distúrbios psíquicos. Mas tenha como ponto de partida a essência, o animus tanto do paciente como do próprio terapeuta. Para Dra. Henriqueta, a cura passa pela ampliação da consciência que somos parte do universo e que temos em nos a essência viva que tanto alimenta o universo como é alimentado por ele.

Criadora da Terapia Transpessoal, a cura não é só um processo individual. Quando uma pessoa se cura, ela cura todos que o antecederam e todos que virão após ela. Trata-se de uma terapia que valoriza o processo, o esforço feito na direção da auto transformação. Nos lembra o valor da circularidade do cuidar. Somos doadores e receptores. Esta relação transforma paciente, terapeuta e a humanidade.

 

Airton Barreto

Airton Barreto

Advogado

Fortaleza/Ceara

Airton Barreto
Advogado do Centro de direitos humanos do Pirambú – Fortaleza – CE, tem dedicado sua vida para que as pessoas tenham acesso aos seus direitos fundamentais como direito a moradia e à cidadania. Co-criador da Terapia Comunitária Integrativa. Em seu trabalho, Dr. Airton percebeu que grande parte das pessoas que o procurava por questões de direito, apresentavam sofrimento psíquico. Foi quando ele fez apelo ao seu irmão psiquiatra Adalberto Barreto, prof. da Faculdade de Medica da UFC que fazia consultas no Hospital Universitário Walter Cantídio. Desta colaboração entre os direitos Humanos do Pirambú e a Faculdade de Medicina da UFC que nasceu a Terapia Comunitária Integrativa. Dr. Airton trouxe para o Ceará, o Movimento Emaús Amor e Justiça criado na França pelo Abbé Pierre.

Fátima Índia Tibiriçá

Fátima Índia Tibiriçá

Índia

Fortaleza/Ceara

Fátima Índia Tibiriçá, mulher de fibra e sempre esteve em busca de sua identidade indígena. Tinha uma paixão pela natureza, pelas ervas e pela cultura de seus antepassados da etnia dos índios Jenipapo Canindé. Quando visitou o projeto 4 varas e se viu debaixo de uma oca indígena, disse a ela mesma: “é isso que eu quero para minha vida, vou ser uma cuidadora. Hoje dirige uma oca de saúde comunitária no bairro do Jangurusso em Fortaleza, onde aplica massagens, reiki, terapia comunitária e técnicas do resgate da auto estima. Por seu destaque no campo da saúde mental comunitária, recentemente participou do TEDx, falando de sua experiência de vida.

Prof. Dr. Raimundo Geraldo Viana Sales

Prof. Dr. Raimundo Geraldo Viana Sales

Psiquiatra

Belém/Pará

Raimundo Geraldo Viana Sales, médico formado pela Universidade Federal do Pará, Pós Graduado com mestrado na Universidade Federal de São Paulo, Especialista em Psiquiatria e Formado em Terapia Comunitária. Atua no município de Tucuruí, criador do movimento integrado em saúde mental, CAPS Perambulante, Leseira Itinerante, usando desde 1997, a terapia comunitária como ferramenta, após formação com o professor Adalberto Barreto, homenageado no Livro Cuidados pela Vida, crônicas e receitas de saúde pelo Brasil ano 2000 e A Leseira Itinerante a história de um psiquiatra pelos rios e estradas do sul e sudeste do Pará ainda no prelo e certamente com prefácio do professor Adalberto Barreto. Coordenador pedagógico do curso de pós graduação em saúde mental é criador do Café Filosófico Clave de Sales.